Viva essa Experiência

 
 

Rogério Santos escolheu a Rua Augusta para instalar o Retrô Hair, em 2009 com a ideia de criar um novo conceito em salão de beleza que oferecesse uma experiência única aos clientes e ainda trouxesse de volta o glamour dos anos 50 e 60, o endereço é um ícone da diversidade paulistana e já foi uma das ruas mais elegantes da cidade - onde Roberto Carlos dirigia seu conversível “à 120 por hora”.

 

Todo o espaço foi pensado nos mínimos detalhes para criar um ambiente  especial. Ao chegar ao salão na altura do número 902, os clientes são recebidos com um tapete vermelho na calçada, ideia foi trazida dos anos 50, quando a Rua Augusta era a mais cara de São Paulo e os locais forravam as calçadas para mostrar aos transeuntes, de maneira petulante, que estavam na região da nobreza.

 

Ao cruzar as portas com cortinas vermelhas, que se abrem quando o salão começa a funcionar, se chega à uma aconchegante sala de estar com móveis vintage que inclui um aparador com espelho de cristal garimpado em um leilão da família Matarazzo, uma cadeira de barbeiro americana de 1842 e piso granalite, o mesmo usado no Edifício Martinelli, um ícone da arquitetura da era de ouro paulistana. Em contraposição, a bancada da recepção é forrada com espelhos de antigo prostíbulo da Rua Augusta que foi demolido para dar lugar a um condominío. “Os espelhos, a logo de neon em forma de pixação, os tijolos pretos aparentes como os dos salões de bairros undergrounds londrinos têm a intenção de trazer um pouco da rua para dentro do salão” explica Rogério, que desenvolveu todo o conceito e decoração do Retrô Hair.

Seguindo em frente, é onde tudo acontece. Antes de ir para o lounge e servir-se a vontade de uma cerveja gelada na medida, ou um guaraná ou um expresso com vintages dadinhos de amendoim, é preciso cruzar o coração do Retrô Hair onde ficam os espelhos dos artistas que são como camarins da Hollywood nos tempos áureos. Cada um dos espelhos se move e as luzes são acesas quando o cliente se senta para ser atendido e é quando começa o show! São hoje mais de 80 profissionais trabalhando no Retrô Hair entre eles 22 artistas experientes para transformar qualquer cabelo e 25 assistentes.

 

Os lavatórios são uma experiência a parte. Ao contrário de muitos salões, o espaço para lavar os cabelos não é um “puxadinho”, mas um lugar agradável, decorado com objetos vintage e cadeiras horizontais para se deitar e relaxar. Em cada uma das estações há um discreto Led de Diagnóstico de Coloração que reproduz de maneira fiel a luz do dia e possibilita que não haja erro na coloração. Após a lavagem ou tratamento aplicado nos lavatórios, ainda há uma relaxante massagem nos ombros e costas antes de se seguir aos camarins. A lavagem com produtos das melhores marcas à escolha dos clientes, assim como a massagem e secagem e bebidinhas são cortesia da casa.

 

Enquanto se está sendo atendido, não há como não notar o Bell Air de 1951 estacionado na área de convivência que virou o símbolo do Retrô Hair. “Ele simboliza essa grande viagem que criamos aqui. É como se ele estivesse estacionado na garagem desde os anos 50”, conta Rogério. Os clientes, especialmente as noivas, sempre fazem questão de tirar fotos dentro do carango que funciona perfeitamente.

 Rogério Santos em 2009, no "Retrozinho", a primeira unidade Retrô Hair, com espaço pequeno, equipe enxuta e muitos sonhos pela frente.  Veja o seu depoimento.

Rogério Santos em 2009, no "Retrozinho", a primeira unidade Retrô Hair, com espaço pequeno, equipe enxuta e muitos sonhos pela frente. Veja o seu depoimento.